Cuá

abominnavel
anjo pornográfico, um

Cubê

baianices
banalidades raras
bardomudo
batata transgênica
beeanka
bela caleidoscópica
bem-t(m)e-quer
berra-boi
bloda
o blog do juca
blug
burning cokeman project

Cucê

cala a boca que eu tô falando
cama mesa e banho
capixaba
casa do cacete
chambers
charô
click porque é link
coluna digital
coluniandos
comentários abertos
conhecimento não ocupa espaço
copy-cola
ctrl+alt+blog

Cudê

de cu é rola
de lana caprina
de rasuras
despojo
digitando
digressiva maria
dismnésico

Cuê

em breve
era uma veis
estorvante

Cuéfe

fana
finalidade
fio das palavras, o
floreios e borrões
foram-se os anéis
fragmentos de tempo

Cugê

giza simpson
groselha news

Cuagá

haspargus
h gasolim ultramarino

Cuí

ingenuidade
insepto
in the meadow
it’s good to be me

Cujota

jeux interdits

Cuká

kayuá

Cuéle

literatura de mochila

Cuême

maio, 26
maquinando
mari & ana
medo de avião
miscelâneas

Cuêne

na corda bamba
navegando
neurônios em brasa
no limite da razão
notícias do mundo de cá

Cuó

observador
oráculo negro da sabedoria
ora, pílulas
ordisi raluz
osculatório da bruxa

Cupê

página tal
palo seco, à
pão na chapa
papel pra toda obra
periférico
peripécia perspicaz
pinto
politicamente incorreta
pollyanna
ponto e virgula
porão abaixo
por um triz!
predatado

Cuquê

quando, onde e como
quem no cosmos?
quero dizer que…

Cuérre

road trip

Cuésse

sentidos e sentires
sugira um nome

Cutê

testa de ferro
tiro na nuca
trapos coloridos
tristeza de cronópio
tudojuntomesmo II

Cuú

uh, baby!!!
um zé

Cuvê

varal de idéias

Cudáblio

niúm

Cuxís

niúm

Cuípslon

niúm

Cuzê

zero meia um
zona de energia

Anúncios