Com o advento do Torrent aqui em casa (obrigado pelas dicas, ), tenho consumido um bocado de dvds virgens (“mídias”, como diz a tropa), algo em torno de 50 a cada dois meses. Compro-os sempre no mesmo lugar, e eles vêm acondicionados em pinos, aquela embalagem que, por mais que eu pense, não consigo lhe encontrar outra utilidade. Uma vez que os dvds, quando gravados, vão pras suas respectivas caixinhas, vou juntando pinos e mais pinos por aí (digo, aqui), esperando que um dia me ocorra o que fazer com aquilo.

Hoje, fui lá no fornecedor buscar mais uma leva. Quando estava pegando o pacote (com mais um pino), perguntei:

— Escuta, eu tenho monte disso lá em casa. Posso trazer pra vocês reutilizarem?
— Melhor não… — disse a moça, muito gentil — a gente também tem um monte.
— Sim, mas vocês podiam usar de novo…
— Não queremos, não. Temos muitos.
— E o que eu faço com esse monte de pinos?
— Joga fora, ué!

O besta sou eu, que perco tempo com reciclagem, reutilização, consumo consciente. Essas coisas não vão dar certo nunca. Mas a Natureza vai dar um jeito. Vai, sim.

Anúncios