Por causa das frases que copiei neste post, tenho recebido nos últimos dias não menos de três ou quatro visitas de pessoas querendo “desenhos para colorir” de diversos assuntos. Com isso, penso: o cabra pega um computador — que, por pior que seja, sempre é um exemplo da capacidade inventiva e tecnológica da espécie humana —, acessa a Internet — que é, talvez, a maior de todas as maravilhas inventivas e tecnológicas da tal espécie humana —, e vasculha o Google — a segunda maior dessas maravilhas mencionadas —, procurando por… desenhos para colorir, talvez a mais tosca expressão de arte que se tem notícia, datada dos primórdios da tal espécie, época em que alguns exemplares de Homo nem tão sapiens que habitavam as cavernas de Altamira resolveram pintar uns bois na parede, não tiveram paciência de encher os desenhos e pediram aos Hominhos ainda menos sapiens — filhos deles — que o fizessem.

É verificando isso que chego à coclusão de que a humanidade ainda tem solução. Ou não, sei lá.

Anúncios