Ela detesta camarão, lula, arroz, mas passa a tarde na cozinha, limpando camarões para fritá-los à Paulista, esvaziando lulas para refogar num tempero verde e perfumado, medindo a água cuidadosamente para que o arroz fique soltinho. Esfalfa-se na cozinha, retardando os engulhos que sente a toque de muitos copos de um bom tinto, preparando comida que não gosta.
Depois do jantar, ele se vinga: abre as calças, vai pro sofá e dorme. Ela corta as bolas dele e as frita. Com batatas, muitas batatas.

Anúncios