É uma família de baixinhos e peitudas. Os homens, pai e filho, baixinhos; as mulheres, mãe e filha, peitudas. O pai é o dono da padaria, mas nem por isso é português, apesar de ser baixinho, e de sua mulher ser peituda. A mãe encosta os peitos no balcão e toma café. A filha, no caixa, mostra os peitos aos fregueses, à espera que lhe apareça um baixinho que a queira em casamento ou coisa melhor. O filho masca chiclete e coça o piercing no supercílio. O pão é uma merda.

Anúncios